Isca para piau: Confira todos as técnicas que os profissionais utilizam

Isca para piau: Confira todos as técnicas que os profissionais utilizam Galeria

Para quem gosta de uma boa briga na pescaria e pesca em barrancos o Piau é um peixe que desafia o pescador, por ser muito corajoso. Tanto em pesque-e-pague como em pesca natural é um peixe fácil de se encontrar, e com o equipamento e a isca certa facilita a pescaria e aumentam as chances de se pescar um belo animal.

Como pescar Piau - Iscas e dicas

O Piau é um peixe de vários gêneros, em especial o Leporinus, que também pode ser chamado de Piaba, Piava e Aruçu. É um peixe de escamas, com o corpo amarelado e fusiforme, com faixas escuras transversais peculiares nas diferentes espécies. É um tipo de peixe que apesar de ser onívoro, apresenta tendências carnívoras, consumindo principalmente insetos, ou frugivoros, dependendo da disponibilidade de alimento.

Os peixes geralmente são encontrados nas margens de lagos, rios, e florestas inundadas, em locais com fundos de areia e pedra, e gostam muito de água corrente, por isso é comum encontrá-los em cachoeiras e canais. É um peixe muito importante para a pesca de subsistência e venda no mercado local em pequenos estabelecimentos e feiras. O Piau é muito apreciado na pescaria por ser difícil de pescar, por causa do temperamento arisco.

Para pescá-lo, as iscas naturais são as mais indicadas como minhocas e insetos, e também queijo, salsicha e macarrão, mas também pode-se usar iscas artificiais e massas. Alguns exemplos de massas:

-Cozinhe 300g de milho com cerca de meio litro de água, e acrescente mais água se necessário, e coloque aos poucos 100g de farinha de trigo, um ovo e uma batata cozida e amassada, e mexa até engrossar, e virar uma massa. Faça bolinhas e coloque-as para cozinhar em água fervendo, o ponto é quando as bolinhas vão para a superfície. Depois de cozidas, enrole as bolinhas em farinha de trigo e guarde no congelador, até um dia antes da pescaria.

-Misture 1kg de ração para peixe moída, 200g de farinha de mandioca, 100g de farinha de trigo e água até dar a liga, pode misturar suco de groselha, goiaba ou queijo ralado. Essa massa pode ser usada para todos os peixes de fundo.

- A massa comercial “Paturi” também funciona muito bem.

Para atrair os peixes, é necessário que se faça uma ceva com milho moído e a massa usada, jogada meia hora antes da pescaria sobre a superfície, pode ser usada uma garrafa pet cortada ao meio para ajudar no processo da ceva.

O equipamento deve ser leve, com anzóis e chumbadas leves, que devem ser fortes, pois apesar da boca ser pequena, esses peixes possui dentes afiados que podem arrebentar anzóis, com molinetes ou carretilhas compatíveis, não se esquecendo de calibrar o equipamento de acordo com o milímetro da linha a ser usada. A vara deve ser bem flexível, como varas de bambu. Podem ser encontrados peixes, variando de acordo com a região e a espécie de 300g a 8Kg.

Como pescar Piau - Iscas e dicas

O Piau é um peixe de vários gêneros, em especial o Leporinus, que também pode ser chamado de Piaba, Piava e Aruçu. É um peixe de escamas, com o corpo amarelado e fusiforme, com faixas escuras transversais peculiares nas diferentes espécies. É um tipo de peixe que apesar de ser onívoro, apresenta tendências carnívoras, consumindo principalmente insetos, ou frugivoros, dependendo da disponibilidade de alimento.

Os peixes geralmente são encontrados nas margens de lagos, rios, e florestas inundadas, em locais com fundos de areia e pedra, e gostam muito de água corrente, por isso é comum encontrá-los em cachoeiras e canais. É um peixe muito importante para a pesca de subsistência e venda no mercado local em pequenos estabelecimentos e feiras. O Piau é muito apreciado na pescaria por ser difícil de pescar, por causa do temperamento arisco.

Para pescá-lo, as iscas naturais são as mais indicadas como minhocas e insetos, e também queijo, salsicha e macarrão, mas também pode-se usar iscas artificiais e massas. Alguns exemplos de massas:

-Cozinhe 300g de milho com cerca de meio litro de água, e acrescente mais água se necessário, e coloque aos poucos 100g de farinha de trigo, um ovo e uma batata cozida e amassada, e mexa até engrossar, e virar uma massa. Faça bolinhas e coloque-as para cozinhar em água fervendo, o ponto é quando as bolinhas vão para a superfície. Depois de cozidas, enrole as bolinhas em farinha de trigo e guarde no congelador, até um dia antes da pescaria.

-Misture 1kg de ração para peixe moída, 200g de farinha de mandioca, 100g de farinha de trigo e água até dar a liga, pode misturar suco de groselha, goiaba ou queijo ralado. Essa massa pode ser usada para todos os peixes de fundo.

- A massa comercial “Paturi” também funciona muito bem.

Para atrair os peixes, é necessário que se faça uma ceva com milho moído e a massa usada, jogada meia hora antes da pescaria sobre a superfície, pode ser usada uma garrafa pet cortada ao meio para ajudar no processo da ceva.

O equipamento deve ser leve, com anzóis e chumbadas leves, que devem ser fortes, pois apesar da boca ser pequena, esses peixes possui dentes afiados que podem arrebentar anzóis, com molinetes ou carretilhas compatíveis, não se esquecendo de calibrar o equipamento de acordo com o milímetro da linha a ser usada. A vara deve ser bem flexível, como varas de bambu. Podem ser encontrados peixes, variando de acordo com a região e a espécie de 300g a 8Kg.

Mais artigos como este
Discussão
blog comments powered by Disqus
Outros estão lendo no momento