Calculo de Aposentadoria por Idade: Saiba Como Fazer

Aposentados Galeria

A Aposentadoria por Idade é um benefício da Previdência Social destinado a cobrir os infortúnios inerentes ao risco de idade avançada. É necessário assegurar de alguma forma que, quando não for mais capaz de trabalhar, o segurado tenha ainda condições de manter o mínimo do padrão de vida que possuía enquanto ainda trabalhava.

Cálculo da Aposentadoria por Idade

Cálculo da Aposentadoria por Idade

O cálculo da Aposentadoria por Idade deve levar em consideração o cumprimento de alguns requisitos básicos. Primeiro, para ter direito a este benefício, deve-se, primordialmente, ter atingido a idade de 65 (sessenta e cinco) anos, se homem, e 60 (sessenta) anos, se mulher. Para os Segurados Especiais, esta idade será reduzida em 5 (cinco) anos, tanto para o homem quanto para a mulher. Ainda, é necessário que a carência seja cumprida. A carência para este benefício consiste em 180 contribuições mensais - 15 (quinze) anos - para ambos os sexos e também para qualquer categoria de segurado. No entanto, para este último, é suficiente que se comprove apenas 15 anos de efetiva atividade que o enquadre como Segurado Especial. Isto é decorrente do fato de que nem sempre este segurado tem a possibilidade de recolher contribuições à Previdência devido à sazonalidade de sua produção. Neste caso, o Segurado Especial terá direito ao benefício no valor de um salário mínimo.

Exemplos de Como Calcular a Aposentadoria por Idade

Exemplos de Como Calcular a Aposentadoria por Idade

O cálculo da Aposentadoria por Idade é feito como base no Salário de Benefício. Para se calcular o Salário de Benefício, deve-se calcular a média aritmética dos 80% maiores Salários de Contribuição que devem, por sua vez, ser atualizados à data do requerimento. A este valor poderá (opcional) ser inserido o Fator Previdenciário. O Fator Previdenciário é um índice que leva em consideração fatores como idade do segurado, expectativa de sobrevida e tempo de contribuição. O servidor do INSS tem a obrigação de informar os valores do Salário de Benefício com e sem o Fator Previdenciário e facultar ao beneficiário a escolha do valor mais vantajoso. Depois de calculado o Salário de Benefício, é calculada a Renda Mensal do Benefício, que consistirá em 70% + 1% a cada grupo de 12 contribuições recolhidas, limitando – se o total a 100%. Pode-se tomar como exemplo o seguinte caso concreto: é aferido o Salário de Benefício de R$ 1000,00, e contribuição de 20 anos. A renda do segurado será de R$ 700,00, correspondente aos 70% do salário de benefício, + R$ 150, 00, relativos ao período de 15 anos de carência, + R$ 50,00, correspondente aos anos que ultrapassam os 15 anos de carência. A renda que o segurado receberá mensalmente será, neste caso, de R$ 900, 00. Concurseiro, saiba tudo sobre Direito Previdênciário. Visite o site Mestre dos Concursos e veja as grandes promoções em cursos para concursos.

Lojas que você vai gostar
  • Vantajoso
Mais artigos como este
Discussão
blog comments powered by Disqus
Outros estão lendo no momento